Category: Criação de Sites

Quanto custa um site profissional?

Quanto custa um site profissional?

No artigo anterior, abordamos um pouco sobre o que é um site, entendemos melhor sobre os diferentes tipos e tocamos nos principais benefícios da sua empresa ter um. Seja ele institucional, seja blog ou uma loja virtual.

Então não podemos deixar de abordar a maior dúvida para quem está interessado em ter um: qual o custo para ter um site?

Continue com a gente e fique por dentro de tudo o que envolve os custos, manutenção e quais os valores praticados no mercado.

Qual o custo médio para criação de site?

Para entender melhor sobre a criação, vamos a alguns fatores que você deve considerar para este processo.

Para começar, considere um site como a construção de um edifício.

Para essa construção são necessários dois profissionais essenciais: um arquiteto (neste caso temos o designer gráfico) e o mestre de obras (que é o desenvolvedor).

Enquanto o arquiteto fica responsável por criar um design que seja agradável de acordo com a estrutura disponível, o mestre de obras fica com a parte estrutural do edifício.

Agora que você já entendeu essa parte, vamos para o orçamento e os itens necessários para a construção desse edifício.

Domínio

Pense no domínio como o terreno em que será construído o seu edifício. Esse será o seu endereço.

O seu domínio é conhecido por URL, que é o endereço do seu site.

É através dele que será possível encontrar a sua empresa. Como, por exemplo, a URL desta página: www.veddudigital.com.br

Como um terreno, o custo do seu domínio vai depender do bairro onde você quer “morar”. Os bairros são os tipos de registro.

Existem tipos como o .com, código de país como .br e premium, como .archi.

Caso decida optar pelo registro nacional, faça diretamente pelo https://registro.br, evite cair em golpes.

Os valores para investir no registro do seu domínio começa a partir de R$40,00 anual. O valor final é de acordo com os anos que você pretende ter esse registro.

Segurança

Falamos um pouco sobre o SSL no artigo sobre sites.

É importante que o seu site tenha o certificado Secure Socket Layer.

Esse certificado garante a segurança do usuário ao navegar na sua página.

Isso significa que a navegação está segura de possíveis hackers que buscam roubar dados dos usuários ou outro tipo de perigo que alguns vírus podem oferecer.

Todo site seguro, que tem o certificado SSL possui um S e o cadeado verde ao lado da barra de pesquisa.

Exemplo: https://veddu.com.br/

Os sites que não tem o Secure Socket Layer, tem o endereço apenas com HTTP.

Os custos de segurança devem estar incluídos no desenvolvimento do seu site. Alguns profissionais podem cobrar entre R$100 a R$300 reais por ano de hospedagem.

desenvolvimento de site
Hospedagem

A hospedagem se trata do armazenamento das informações do seu site.

Assim como qualquer arquivo de imagem e vídeo precisa ser armazenado em uma memória, os sites também precisam ter as informações guardadas em um local.

Esse local é chamado de servidor.

Os locais responsáveis por alugar um espaço no servidor são chamados de hospedagem.

A maioria das agências de marketing já incluem no pacote de criação de site esses custos de hospedam e domínio.

Mas o preços oferecidos no mercado são de R$14,99 hospedagem básica compartilhada, a até R$99,00 uma vps onde oferece um espaço privado com maior segurança dos seus dados.

Outros fatores que compõem o custo do desenvolvimento de um site

Para além da parte bruta, existem outros fatores que devem ser considerados na hora de fechar um orçamento para criação de um site.

É comum estar diante de um orçamento e por vezes considerar muito alto para algo “tão simples”.

O que queremos aqui é colocar os fatos expostos, para que você entenda a complexidade por trás de uma “simples” criação de site.

Número de páginas

O número de páginas é o primeiro dos fatores para se levar em consideração.

É claro que, deve-se considerar primeiro qual o tipo de site ideal para a sua instituição.

Exemplo, um site para supermercado requer inúmeras páginas para separar por categorias os produtos oferecidos.

Já um site de uma empresa que oferece algum tipo de serviço, como, por exemplo, manutenção de ar condicionado, não precisa de mais do que uma única página para fazer a exposição desse serviço.

Design responsivo

Esse termo se trata da possibilidade de um site se adequar a qualquer tipo de equipamento que o usuário possa estar utilizando: notebook, tablet, smartphones ou outros dispositivos portáteis.

Isso faz com que o tráfego do seu site aumente, pois, mais pessoas poderão acessá-lo de qualquer lugar.

Além disso, para buscadores como Google, os usuários que acessam através de smartphones tem prioridade nos resultados de busca.

O que significa que, atualmente, se o seu site não tiver um design responsivo, as chances dele cair no esquecimento são muito grandes.

Interatividade

Essa é uma novidade no mundo digital que é pouco explorada por algumas empresas, mas que, quem utiliza obtém grandes resultados. Ter um site interativo vai muito além de ter botões que se mexem ou letras que voam.

Não é disso que estamos falando.

A ideia aqui é fazer com que o seu cliente, não só permaneça no site, mas que ele se envolva e goste do que está fazendo.

Um exemplo bem atual são os joguinhos dentro de alguns sites de vendas que, ao final, dão ao ganhador algum tipo de prêmio, como descontos, frete grátis ou brindes.

Essa interatividade proporciona o aumento das vendas.

WhatsApp Image 2022-04-25 at 10.57.36 (5)
Manutenção

A manutenção de sites prevê ajustes de otimização de conteúdo, layout, navegação e outros fatores, como: manutenção de plugins, manutenção do blog do site, otimização de links, backups e muito mais.

Essa manutenção por ser feita pela sua equipe se ela for capacitada para isso. Mas geralmente as agências que oferecem a crianção de sites também incluem esse tipo de manutenção no pacote.

Afinal, qual o custo total?

Como você pode ver, o custo final estimado depende de vários fatores. Em média o investimento para pequenas e médias empresas está entre R$999,00 a R$15.000,00 no mercado digital.

Essa média de valores é para quem quer oferecer uma experiência excepcional para seus consumidores.

Tenha em mente que esse é um investimento para a vida toda e os retornos não podem nem ser mensurados, visto que, através do site você não só faz a divulgação da sua empresa, serviço ou produto, mas também pode ganhar dinheiro monetizando o seu site.

Hoje em dia existem muitas maneiras para monetizar um site, seja ele blog, site institucional ou loja virtual. Vamos falar mais sobre isso em outro momento.

Apenas tenha em mente que, ter um site, é ter uma infinidade de oportunidades para o seu negócio.

Aqui estão estimativas com base no custo médio de design, desenvolvimento e manutenção do site para os seguintes tipos de sites (lembrando que esses valores são baseados no mercado atual, mas variam de agência para agência):

Site institucional/Landing Page: R$ 2.500,00 a R$ 8.000,00

Negócio de médio porte: R$10.000,00 a R$ 25.000,00

eCommerce: R$ 15.000,00 a R$ 250.000,00+

Aplicação/Corporativo/Site complexo: R$ 25.000,00 a R$ 40.000,00.

Conclusão

Este artigo possibilitou a compreensão sobre a complexidade por trás da criação de um site, respondendo a questão principal levantada aqui: qual o custo para a criação de um site?

Entender esse processo irá facilitar na escolha do melhor orçamento e pode ajudar a pontuar as necessidades da sua empresa ou negócio.

Lembrando que as informações desse artigo são baseadas no mercado profissional de webdesign.

Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar a construir um site que atenda as necessidades da sua empresa e traga grande retorno através da internet.

Tem alguma dúvida sobre este assunto? Deixe nos comentários.

Leia Mais

Tudo que você precisa saber sobre sites está aqui.

Tudo que você precisa saber sobre sites está aqui:

Você deve estar pensando: “mas eu já sei o que é um website”.

O que você vai descobrir através desse artigo vai transformar a sua visão e fazer você enxergar a sua empresa com outros olhos.

Além disso, você vai descobrir quais são os principais itens que todo website deveria ter.

O que é um website?

“Eu sei o que é, eu tenho um. Fui em uma plataforma, criei um domínio, coloquei minha logo e o nome da minha empresa, pronto, resolvido”. Calma, não é bem assim.

Claro, toda essa parte de ser um servidor que fornece páginas em HTML, através de um protocolo http é muito importante. Porém, a verdade é que o que interessa mesmo para você é o business.

Website é a representação digital da sua empresa.

Se a sua empresa carrega valores e para você é importante transmitir isso para os seus clientes, o seu site tem que refletir do mesmo modo. Assim como é importante manter uma identidade visual agradável nas redes sociais ou em sua loja física.

Mas para que serve?

Falando de forma bem ampla, um site serve para fazer uma apresentação institucional da sua empresa.

Os tipos de site podem variar quanto ao seu conteúdo, veja as diferenças:

*Site Institucional: serve para expor produtos, serviços, ações da empresa e história da instituição. A maioria das empresas opta por esse tipo de site para exibir o tipo de entrega que elas oferecem para os seus consumidores.

*E Commerce ou loja virtual: a ideia desse tipo de site são as vendas diretas. Exemplos: vendas de material escolar, venda de cursos, venda de roupas e etc.

*Portal ou blogs: são sites mais informativos. Bom exemplo são os canais de notícias, fofocas.

Um blog vinculado a um site institucional aumenta o posicionamento nos sites de buscas, pois, geralmente, os conteúdos para blog se renovam semanalmente. Dessa forma, o buscador entende que aquele site fornece conteúdo de valor e coloca o site em evidência.

*Landing Page: é uma página de captura de lead, no qual é exibido um tipo de produto ou serviço onde são recolhidas informações desse possível cliente.

*Hotsite/minisite/one page: cada um desses tem suas peculiaridades, mas basicamente eles são um site mais enxuto, onde, geralmente, eles tem uma única página e conseguem unir todas as informações nesta página. Nela, é possível encontrar a venda direta, a captura de lead, blog e as informações institucionais.

 

desenvolvimento de site

 Importância de ter um site:

Não caia na mentira de pensar que apenas as redes sociais são o suficiente para o seu negócio.

Quando falamos sobre trazer a sua empresa para o digital, ou seja, para a internet, precisamos que você entenda que quanto mais pulverizada for a divulgação, maiores são as chances de conseguir ganhar visibilidade no mercado, gerar clientes, aumentar as vendas e fixar a marca.

Portanto, estar com ótimo engajamento em uma plataforma não elimina a necessidade de usar as outras em favor do seu negócio.

Se você tem maior facilidade nas redes sociais, não tem problema, comece por lá.

No entanto, ter um site oferece alguns diferenciais para o seu negócio:

*Personalização: Ter um site é como comprar um terreno. Ele é seu e nele você é quem manda.

Você pode mudar as cores, usar imagens, vídeos, mudar as fontes. São infinitas possibilidades.

Enquanto que, no Facebook, por exemplo, você sempre terá o perfil da cor azul.

Além disso, existe a possibilidade de ter um site responsivo.

Um site responsivo é uma página que adapta o seu layout para qualquer tamanho, facilitando a experiência do usuário, já que ele poderá ser aberto em qualquer ferramenta que a pessoa estiver acessando.

*Google: um benéfico muito importante para o seu negócio é estar bem posicionado no google.

Hoje, existem muitas técnicas de SEO que permitem colocar o seu site entre os primeiros resultados de busca.

Estar no google é um mar de oportunidades já que são milhões e milhões de pessoas usando essa ferramenta. E quanto maior o número de pessoas sendo alcançadas através do buscador, maiores são as possibilidades de conversão.

Fora que o google é o primeiro lugar que as pessoas procuram para saber mais sobre o que elas estão procurando, seja um serviço ou produto.

O que um site precisa ter para vender mais?

Aqui estão alguns pontos que são essenciais para ter um site que vende mais:

Design – se você não tiver um site que seja atrativo para as pessoas, todo o resto não vai importar. O design está muito além de simplesmente escolher uma cor e uma logo.

Se preocupe em oferecer uma experiência agradável para o seu cliente.

Se você não tiver um bom design seus clientes não irão permanecer no site para ver outras coisas. Esse é o chamado “bounce rate”, porcentagem de pessoas que acessam o site, mas não tem interação com o seu conteúdo.

Business Info – ter as informações da empresa é essencial para passar segurança. Lembre-se de manter as informações sempre atualizadas.

Conteúdo de qualidade – eduque os seus consumidores passando informações de valor relacionados ao seu nicho. Não se prenda a falar somente sobre os produtos ou serviços que a sua empresa oferece.

Sinta-se à vontade para explorar o seu conteúdo. O que interessa é fazer o seu cliente perceber que você quer que ele se sinta importante.

Navegação: isso também faz parte de um bom design, mas é importante ressaltar: construa um site de fácil navegação, onde o seu cliente não se sinta perdido com muitas informações visuais.

Social: se você acompanha nossos artigos, sabe a importância de ter um bom branding para o sucesso de um negócio. Se você ainda não leu, corre para entender melhor.

Mas o que tem haver redes sociais, branding e o site da minha empresa?

Tudo! Manter a identidade visual da empresa em todas as plataformas é muito importante para a imagem que você quer passar.

Imagina seu cliente entrando no site todo organizado, com padrão de cores, fácil navegação, e então ele entra no seu instagram com imagens em péssima resolução, cores que nada tem a ver com a identidade visual da marca, informações desatualizadas. Olha o caos que isso parece.

É nesse ponto que trabalhar no branding da sua empresa é tão importante, pois a sua empresa precisa ter a mesma cara em todos os lugares.

Testemunhos – crie um cantinho especial no seu website e em outras redes sociais para mostrar o que outros clientes falam a respeito da sua empresa. Mostre o diferencial no modo como você se relaciona com os seus clientes.

As pessoas se sentem mais seguras quando veem outras pessoas tendo boas experiências com a empresa.

FAQ – diminua a taxa de devolução ou reclamações no atendimento ao cliente, respondendo questões frequentes a respeito do seu produto ou serviço.

Se você observar, a maioria das grandes empresas tem um FAQ. E ele precisa estar na página inicial, para que, ao entrar, o cliente tenha suas dúvidas sanadas.

SSL – é a sigla para o termo Secure Socket Layer. Basicamente é um certificado que o seu website pode adquirir para garantir maior segurança.

Com esse certificado a URL do seu site passa a ter um S e o cadeado verde do lado para informar ao usuário que ele está navegando em um lugar seguro.

Então invés de aparecer http, passará a ser httpS, como mostra a foto abaixo:

Call To Action: depois de ter a certeza que o seu site tem todos esses requisitos, garanta que todo o seu site esteja convidando o seu possível cliente para uma tomada de ação, ou seja, você está deixando explícito a venda do seu produto ou serviço.

A CTA pode ser um texto ou a combinação de toda interface do site junto ao texto para chamada de ação.

Usar imagens e vídeos é um fator importante para a call to action. 

Por que sua empresa precisa de um site

Não tem como não falar sobre: presença no mundo digital.

Como citamos anteriormente, o primeiro local onde procuramos para saber mais sobre algum assunto, algum produto, empresa ou até mesmo uma pessoa, é no google.

Se você não é encontrado através dos buscadores de pesquisa, basicamente você não existe.

As pessoas querem saber mais sobre o seu negócio, sobre o seu histórico, saber a opinião de quem já comprou na sua loja.

Hoje em dia até o prazo de entrega de um produto é um critério de compra.

E para saber sobre isso as pessoas irão procurar no Google.

Outra razão para a sua empresa ter um site é que as portas sempre estarão abertas. Ou seja, chega de perder vendas.

Com a sua loja online e nos primeiros resultados de buscas, você não irá perder os possíveis clientes de horários que a sua loja física não está aberta.

E por último, você proporciona mais comodidade a seus clientes. Sem precisar pegar transito, pegar fila.

O cliente navega pelas prateleiras da sua loja do sofá de casa e seu único trabalho é aguardar o pedido chegar.

WhatsApp Image 2022-04-25 at 12.20.49 (3)
Diferença entre Site e Loja Virtual

Em um site para empresa você direciona o público para o que você quer vender ou serviço que quer oferecer.

Esse direcionamento pode ser feito através de uma divulgação dentro do site.

Como isso pode ser feito?

Dependendo do serviço, você pode criar um portfólio dentro do site, mostrando os serviços que já foram feitos. Mostrando um histórico de clientes, elogios, prints de comentários positivos.

Ou usar o site da empresa para gerar conversão de leads, fazer a coleta de dados e através dos dados fornecidos fazer o envio de mensagens de texto ou e-mail com propostas, descontos exclusivos e estar enviando artigos informativos, para aquecer esse público para a venda.

No site também é possível gerar conteúdo, como, por exemplo, blogs, canais de notícias, fofoca, dicas de moda, saúde e beleza.

Quando falamos de loja virtual ela pode ter dois objetivos:

Vitrine: que é um site onde é exposto o produto ou serviço e existe a possibilidade de solicitar orçamento, entrar em contato para fechar vendas. Exemplo são os sites de sacolas personalizadas, onde a pessoa vê o material disponível, os tamanhos, modelos e etc. E, em seguida, entra em contato com a loja só para fechar orçamento.

Já o site de vendas ele vem com a proposta de venda direta.

As opções são infinitas. É possível vender vinhos, carnes, materiais de escola, roupas e muito mais.

Além de produtos físicos, também é possível vender infoprodutos e pacote de serviços, por exemplo.

Basicamente essas são as duas maiores diferenças entre essas duas vertentes de site.

Como ter um site

Se você chegou até aqui, conseguiu entender um pouquinho sobre a importância de ter um site, os diferentes tipos, quais as vantagens de ter um.

Depois de tudo isso você decidiu que é hora de dar um passo a mais com a sua empresa e quer saber como ter um site?

E se você já tem um site que acabou ficando de lado, nós podemos te ajudar.

Entre em contato com a Veddu Digital e tire o seu negócio do off!

Se esse artigo te ajudou, deixe nos comentários a sua experiência.

Leia Mais

Branding: o que é e por que sua empresa precisa ter?

O que é Branding? Entenda mais sobre lendo este artigo.

O branding é um conjunto de ações estratégicas para agregar valor a uma marca, levando o consumidor a ter uma experiência completa com o produto ou serviço prestado.
Essas ações são um investimento que trarão resultados a longo prazo, fazendo com que a empresa tenha uma marca consolidada.
Como dito anteriormente, não se engane, os resultados não aparecem do dia para a noite. O branding deve ser planejado e executado dia após dia, ano após ano. 

O que faz o branding?

Um excelente exemplo do que um bom branding pode fazer é uma marca muito famosa e reconhecida no mercado, que vende um hambúrguer que é entregue super rápido e pode ser comprado em vários lugares. Lembrou de alguém?
Mc Donalds é uma referência muito famosa, se não, a mais famosa, quando se trata de fast food. Mas por quê? A resposta é muito simples. Olhe para a história do Mc e perceba que desde o começo a marca foi construída dentro de um contexto que se mantém até agora.
Existe uma gestão estratégica para que, quando alguém pense em lanche rápido, o primeiro pensamento seja: Mc Donald’s.
Essa gestão estratégica se deu para consolidar a marca através das cores, do atendimento, das propagandas (principalmente), da velocidade de entrega do lanche, ofertas especiais, praticidade na hora de comer.
Talvez você esteja pensando que, por sua empresa ser pequena, não faz nenhum sentido se preocupar com isso, já que estamos falando de uma empresa que está em vários países. Mas lembre-se, o primeiro Mc Donald’s nasceu em um estacionamento.
Quanto mais cedo você começar a colocar o branding em prática dentro do seu negócio, mais perto do sucesso você estará. 
Tenha em mente que esse conjunto de ações também é um conjunto de esforços. Toda a sua equipe deve estar inserida nesse contexto. Nada mais frustrante assistir uma propaganda cheia de propostas irresistíveis e chegar no local ser mal atendido, receber o produto de qualquer jeito ou o local não ser nada parecido com o anunciado.

Ideias branding
Por onde começar?

Eu sei, você deve estar chocado e preocupado até aqui. Mas não se preocupe, separamos algumas dicas por onde você pode começar ou recomeçar para fazer do jeito certo e fazer dar certo.

1. A marca da sua empresa

Com uma boa estratégia de brading ou rebranding (que seria uma versão 2.0 da marca que já existe) é possível construir conexões emocionais com seus clientes. 
Para construir uma boa reputação você precisa antes definir a identidade da sua marca, essa precisa refletir os seus princípios, a sua história, os seus valores e os seus diferenciais. E se tem alguém para ajudar a definir melhor essa identidade esse alguém é o dono do negócio.
Outra identidade fundamental para a construção  da marca é o seu cliente, para quem a sua marca está se dirigindo: quem é essa pessoa, qual a idade dela, do que ela gosta, onde ela vive. Se sua empresa tem uma persona o seu cliente também tem.
Essas informações nos levam aos elementos da marca que irão se comunicar com o público interno e externo:
1.1  Identidade visual da marca composta pelas cores, logo, tipografia e o manual da marca;
1.2  Posicionamento da marca composta pelos valores, tom de voz da marca, tipo de linguagem, canais de comunicação e a mensagem que será transmitida.
Por isso a importância da construção das personas. Definindo exatamente quem é a sua empresa e com quem ela se comunica, é possível usar essas informações nas estratégias da marca.

2. Aparência

Seja sua loja física ou online, defina os canais de comunicação e estabeleça a identidade visual da marca.
Em propagandas, anúncios na internet, comerciais de tv ou até mesmo um simples panfleto deve ter todos os aspectos visuais da sua empresa.
Esse cuidado pode parecer meramente estético, mas isso se é necessário para reforçar a sua marca na mente dos seus clientes.
Por exemplo, você não vê a Coca-Cola mudando a fonte da sua logo a cada mês ou a cada propaganda na Tv, muito menos a famosa cor vermelha usado pela marca. Isso se chama fixação demarca. 

3. Conteúdo de Valor

Fornecer um conteúdo de valor é uma das estratégias de branding que mais funcionam.
Esse posicionamento transmite algo a mais para o seu cliente. Seja através de um post, de um artigo em um blog. 
O marketing de conteúdo é usado para reforçar os valores da instituição, sempre pensando nas preferências da sua persona.

4. Redes sociais


Eis aqui um dos maiores aliados do branding atualmente. É aqui que você encontra pelo menos 50% dos seus consumidores.
Não tem como negar, a internet é o melhor meio para se aproximar e conhecer melhor os seus clientes.
Você pode usar para apresentar seu produto, mostrar conexão com seus clientes através de caixinhas de perguntas, vídeos engraçados, respondendo comentários sejam positivos ou negativos, mostrando o dia a dia da empresa, são infinitas possibilidades que fazem total diferença hoje em dia.

WhatsApp Image 2022-04-25 at 10.57.36
5. Se preocupe com seus clientes

Tem se tornado muito comum algumas empresas oferecerem brindes para seus clientes. Pode até parecer muito fofo, mas faz parte do branding, o chamado marketing promocional.
É uma forma de promover a marca e transmitir conexão com o cliente, seja em forma de brindes, descontos, cashbacks, ofertas exclusivas ou até simples cartões com frases motivacionais.
Não veja esse pequeno gesto como puramente técnica de venda, mas uma forma de realmente conectar a  sua marca com seus consumidores.

6. Ofereça experiência

Quem, como uma boa criança, nunca desejou comprar um kinder ovo? Simplesmente pela animação que envolve não saber o que vem dentro e ter uma surpresa no final.
Isso é marketing de experiência. Envolver o consumidor e tornar aquela experiencia inesquecível e consequentemente a marca também.
Pense em alguma campanha que leve o seu cliente a um ambiente que ele seja evolvido e interaja de alguma forma com o seu produto. Torne-se inesquecível.
E nossa última dica, porém não menos importante:

7. Marketing interno

Entender esse assunto fará com que a sua empresa tenha uma equipe muito mais motivada e comprometida, fazendo com que seu negócio cresça diariamente.
O martketing interno ou endomarketing é o conjunto de ações aplicadas ao público interno das empresas.
Essas ações são voltadas para capacitar os funcionários de uma empresa para eles estarem inseridos no contexto e nos valores da empresa.
Muitos empresas já enfrentaram muitos escândalos simplesmente por não investir no endomarketing da empresa. Esse investimento precisa ser um dos primordiais para que a empresa transmita de dentro para fora os seus ideais.

Não deixe o seu negócio sem branding

Você viu alguns pontos importantes e o que uma boa gestão de marca pode fazer para uma empresa.
Por isso, não deixe a sua empresa continuar sem um bom branding. Pense a frente do que você tem hoje nas suas mãos. Nunca se sabe quem é o próximo Mc Donald’s ou a próxima Coca-Cola, mas a “fórmula” está aí.


Se esse artigo ajudou você ou te trouxe mais dúvidas que você quer ver por aqui, deixe nos comentários.

 

Leia Mais

Os benefícios de você criar um site!

Confira em um único artigos os benefícios de ter um site, neste artigo iremos abordar todos os pontos necessários para ser ter um site, tornando muito fácil a compreensão deste universo do marketing digital.

Leia Mais

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.